domingo, 12 de março de 2017

Como é viajar de carro de Salvador até Recife e na volta, Alagoas e Sergipe

Eu e meus pais estamos gostando dessa coisa de viajar de carro e ter a liberdade de ir e vir nas localidades que visitamos. Em 2015, fomos de Salvador até Caraíva, clique aqui para ler e venho através deste post, rsrs, incentivar você a pegar estrada também,  você vai ver, vai ser emocionante!



Vou fazer algumas considerações acerca deste trajeto que acho importante e que discutimos ao longo do trajeto ida e volta.

1. Qual a duração do percurso e como são as estradas?
  • são 12h de viagem;
  • asfalto bom e conservado, inclusive nos trechos das rodovias estaduais;
  • passamos por uns quatro ou cinco postos de Polícia Rodoviária, não fomos parados em nenhum. Por falar em Posto, em Pernambuco passamos pelo Posto Fiscal do Xexéu e que confusão, as carretas ficam paradas em qualquer lugar e vira uma bagunça, se livre delas mesmo que você tenha que entrar pela contra mão;
  • uma boa quantidade de postos com GNV em todos os Estados ( Sergipe, Alagoas e Pernambuco). Maioria aceita cartão e o preço é muito parecido. Mas alguns próximos a Recife só vende gasolina e diesel. Não entendemos...;
  • tem muita carreta, mas como 70% do trecho é duplicado, conseguimos ultrapassá-las tranquilamente. E o movimento maior é de carreta do que de carro passeio;
  • a sinalização é simples, porém satisfatória. Nosso destino foi Recife e chegamos sem problemas. Mas um GPS como o Google Maps ativado é essencial, principalmente para rodar nas cidades;
  • muita obra de duplicação abandonada, ou talvez esperando outros trechos serem terminados.
2. Quais os restaurantes recomendados?

É uma parte que eu queria ter mais dicas e recomendações, mas como nós levamos lanches e paramos apenas para almoçar, ficamos sem muitas sugestões.

Paramos num posto no estados das Alagoas que servia comida a Kilo por 30 reais. Foi uma parada rápida. Não compare os postos do Sul com o dos Nordeste, são completamente diferentes. No preço também!

Na divisa Bahia/ Sergipe, tem uns dois restaurantes que servem café da manhã. Não achamos baratinho, mas se você saiu de casa de barriga vazia e quer abastecer, aproveite.

3.  Qual a playlist de música?

Sim, precisamos de música e muita! Foram 12h de viagem, sem uma boa trilha sonora, aí o bicho pega. Vou preparar uma playlist e disponibilizar para você baixar, ok?

4. Como cuidar da saúde ao dirigir?

Para abordar este tópico fiz uma breve pesquisa no Google, pois desta vez sentir as mãos doerem, os pés incharem, dor de cabeça e sono. Dirijo 90% do trajeto, meu pai só dirige quando não tem mais jeito. Assim, "sofro" mais, rsrs. Mas amo dirigir e prefiro mil vezes dirigir na estrada a dirigir na cidade. 

Então, algumas sugestões:
  • descansar, descansar e descansar. É difícil, pois queremos chegar logo, é muita ansiedade, mas é bom chegar são e salvo. Então, descanse uns 30 minutos a cada 5:50h de direção, este é o tempo que a lei estabelece para os caminhoneiros;
  • ao descansar faça exercícios de alongamento. Passamos muito tempo numa mesma posição, sem nos mover e a circulação sanguínea fica prejudicada;
  • posição do banco é fundamental e alinhamento dos retrovisores. Lembre-se que você passará um bom tempo na mesma posição;
  • evite comer coisas que causem mal estar, flatulências, alergias e sono;
  • há trechos em que pegamos o sol bem de frente e não vemos quase nada, assim o uso de óculos de sol é muito apropriado;
  • não passe do seu horário de almoço. Eu almoço regularmente as 12h. Na viagem, paramos para almoçar as 14h. Cheguei em Recife com a cabeça estourando;
  • roupas  e sapatos confortáveis, muita água numa térmica (dicas da Camila Lisboa do blog Melhor Mês do Ano).
E com a palavra, os especialistas:

4. Qual a importância do co piloto ou carona?

Um bom companheiro de direção tem um papel muito importante. No banco do carona é bom sentar quem sabe dirigir e/ou conhece a estrada ou que pelo menos saiba usar a tecnologia de mapas. É com ele que você vai revezar nas horas de cansaço. É o carona que vai te auxiliar com o GPS ou Google Maps. É o carona que vai observar placas e sinalizações e um local para estacionar. É o carona que vai olhar no celular se há outra via ou em qual trecho se está trafegando se não há sinalização. É o carona que vai tirar uma foto linda de um pôr do sol ou de um rio ao passar por uma ponte e não poder parar. É o carona que vai dizer: aqui tá livre, pode ir.  É o carona que vai abrir uma balinha para você chupar, rsrs.

Por tanto, um carona não é simplesmente uma pessoa sentada no banco ao lado, mas uma pessoa que vai te ajudar de verdade, mesmo que ela não saiba dirigir. E a família pode colaborar por prestar atenção ao trânsito e ficar atento a sinalização, dirigir em rodovias é um trabalho em equipe.

E por falar em trabalho em equipe, surgiu uma dúvida: será que dá fazer trajetos longos com crianças pequenas, principalmente as inquietas? Sei não viu ...

5. Por que respeitar a sinalização?

Parece besteira falar sobre isso, visto que é uma coisa tão óbvia. Mas foi feito um estudo técnico para que a sinalização fosse bem feita para indicar perigos e chamar atenção na estrada.Por tanto, na rodovia o que vai te ajudar é respeitar a sinalização!
  • evite ultrapassagem arriscadas. Isso gera multa de mais de 2 mil reais. Tenha paciência, daqui pra Recife o que não falta é lugar para ultrapassar. E só ultrapasse onde você tem uma longa visibilidade;
  • há alguns desvios na pistas por causa das obras de duplicação. Eles estão bem sinalizados, se você não prestar atenção, vai bater no concreto, por tanto vá com atenção e reduza a velocidade;
  • cuidado com os radares. Tem muitos, principalmente no perímetro urbano;
  • cuidado com os quebra molas ou lombadas. Tem vários e parecem umas montanhas, principalmente nas rodovias estaduais, como exemplo no trecho entre Aracaju e a Linha Verde, passando por Estância;
  • dirigimos por nós e pelo outros, fique atento ao motorista a sua frente. Deixe os apressadinhos irem logo, não disputa com os grandes (carretas e caminhões), eles sempre vencem;
  • tem curvas bem fechadas também, pise no freio;
  • animais na pista é comum, vimos vários;
6. Qual tecnologia usar?

Essa é uma grande aliada do motorista. Recomendamos:
  • aplicativos de GPS gratuitos e que funcionam off line, ou seja, sem internet: Waze, Sygic, Here WeGo, Google Maps, e outros que você pode verificar neste post, clique aqui;
  • aplicativo Google Maps. Este é o que utilizamos em toda viagem. Ele funciona mesmo sem internet. Mas para programar a rota você vai precisar de internet, de preferência faça isso na rede wi fi, é simples e rápido. Com a localização ativada, você só precisa colocar o destino. Ele informa se há congestionamento e a duração do trajeto. Aqui deixo uma dica: ao se aproximar de um retorno, rotatórias e viadutos, aproxime o mapa na tela e peça para o motorista conduzir devagar, para você entender em qual via deverá entrar. Use tablet, pois a tela é maior.
  • tenha sempre pacote de dados móveis no tablet ou smartphone, seja para buscar um restaurante, um museu, uma feira, enfim, na internet tem tudo. Confirme com alguém se o local é seguro e se mande, rsrs.
  • como pessoa prevenida, não confie só na tecnologia, tenha um mapa em papel, vai que o celular descarregue, a internet não pegue...
7. Como é a paisagem até Recife e na volta pelo Litoral?

Pela BR 101, é uma paisagem muito seca. Muita vegetação queimada ao longo da estrada, uma situação triste. Alguns trechos dirigimos com janela aberta, e sentíamos o fedor de carniça, animais mortos na beira da estrada. Passando sobre as pontes, procurávamos os rios e não existiam. Cadê políticas públicas para desenvolvimento da agricultura mesmo em regiões de tanta seca?

Já a paisagem litorânea de Recife até Aracaju, passando por Maragogi, Japaratinga, Porto de Pedras, Maceió, Aracaju, é totalmente outra. Mais verde das plantações e um azul do mar deslumbrante.

8. Onde parar no trecho Recife até Salvador e vindo pelo Litoral?

De Salvador até Recife fomos direto para resolver a questão do Visto Americano. Quando saímos de Recife, fomos para Barra do Santo Antônio, pertinho de Maceió e paramos em:
  • Ponta do Mangue, primeira visão do azul deslumbrante das Alagoas;
  • mirante de Japaratinga, é caminho para a balsa de Porto de Pedras e super fácil de acessar, simples mesmo, vale parar;
  • Porto de Pedras, depois que você atravessa a balsa de Japaratinga, você vai passar obrigatoriamente pela placa de Porto que é muito fofa;
  • Passo de Camaragibe para almoçar. Um restaurante em frente ao Banco do Brasil, ao lado da Polícia Militar, também não tem erro, comida boa, barata (12 reais o PF) e farta.
Nosso trajeto completo, baixe no seu aparelho, caso tenha interesse:


Só tínhamos cinco dias, dois foram pra Recife e três pra voltar pra Salvador. Mas se você tem mais tempo, pode parar nestes lugares, alguns são na beira da estrada:

Recife
  • Olinda , fica ao lado de Recife, 30 minutinhos
  • Porto de Galinhas
  • Praia dos Carneiros ( praia privada, paga para entrar)
  • Praia de Calhetas em Cabo de Santo Agostinho
Alagoas

A rodovia AL 101 passa beirando o mar, é muito perto mesmo e o trajeto é conhecido como Rota Ecológica que vai de Japaratinga até São Miguel dos Milagres. O trajeto inclui uma travessia de balsa pelo Rio Manguaba que custa 16 reais.
  • Ponta do Mangue
  • mirante de Japaratinga
  • travessia de balsa pelo Rio Manguaba
  • Porto de Pedras
  • Praia de Ipioca
  • Praia da Sereia
  • praias urbanas de Maceió, fique atento a placa " Eu amo Maceió"
  • Mercado Público de Artesanato de Maceió, este mercado vende produtos de cerâmica, confecção, couro muito mais barato que na feirinha da orla, vale a pena ir.
  • Praia do Francês
  • Praia do Gunga, se você continuar pela AL 101 e não seguir para a BR 101.
  • Barra de São Miguel
Para ser sincera, trafegar pela Rota Ecológica já é um grande passeio em si, mesmo se você não descer para pisar na areia. Mas acho muito difícil você ver aquele marzão e não descer do carro até a praia.

Sergipe
  • orla de Aracaju
  • um bate volta em Mangue Seco (BA), se você pernoitar

Bahia
  • Sítio do Conde
  • Barra do Itariri
  • Baixio
É melhor ir parando nos lugares ou na volta? Preferimos na volta. Chegue logo ao destino final, mesmo que tenha que fazer pernoites, e volte parando com tranquilidade. Planeje bem, pois não dá para conhecer tudo e talvez precise pernoitar.

9. E a parte mais importante: qual o custo da viagem de carro até recife ida e volta?
  • Distância: 1.620km ida e volta pela BR 101.
Consumo: 4 tanques de combustível com capacidade mais ou menos de 46 -50 litros. Se álcool custar em média, R$3,50, você gastará R$644,00. Este valor dividido pelos passageiros, é o valor da passagem para cada um.
  • Se o carro for GNV 
Consumo: dois cilindros com capacidade de 7,5 mt³ cada, serão 9 abastecimentos. Considerando o valor do metro cúbico a R$2,60 , você gastará R$351,00.
  • Nossa experiência
Rodamos 1.767 km e  nosso gasto foi: três tanques de álcool e três abastecimentos de GNV. Total: R$552. Que dividido por três ficou: R$184. Fizemos uma travessia de balsa ( Japaratinga/Porto de Pedras) que custou R$16.

Só há um pedágio a pagar nesta viagem que é na Estrada do Coco e custa 6 e 9 reais.

Com exceção no Consulado, não pagamos para estacionar.

O GNV e álcool mais barato que encontramos, em Recife:


10. Curiosidades da BR 101
  • seu ponto inicial está localizado na cidade de Touros (Rio Grande do Norte) e o final na cidade de São José do Norte (Rio Grande do Sul);
  • foi Construída pelo Exército Brasileiro;
  • atravessa doze Estados brasileiros;
  • em toda sua extensão é denominada oficialmente Rodovia Governador Mário Covas.
Bom, carro não é para enfeitar garagem não, rsrs ... e acho que você já tem informação o suficiente para pegar a estrada. Deixe de medo e enrolação, chame umas pessoas boas e vá curtir o Nordeste e verás que de carro que Recife é ali, Maceió é nosso vizinho e Aracaju é quintal de casa (no bom sentido)!

Veja outros relatos de viagens de carro, vale reservar um tempinho para ler:
  • do Rio de Janeiro até Punta del Leste, Uruguai por Cristiane Rangel do Blog Pequeno Grande Mundo
  • do Rio de Janeiro até Sergipe, passando pela Chapada Diamantina por Natália Ferrer do Blog Vida de Viajete
  • de São Paulo a Rio Quente, Goiás por Daniela Duarte do Blog Vem pro Parque
  • do Rio Grande Norte até a Bahia por Karla Silva do Blog Compartilhe Viagens
  • as super dicas da Fernanda Scarfi do Blog Tá Indo pra Onde?
  • de Limeira (SP) até a Bahia, passando pela Chapada Diamantina e Península de Maraú por Liliane Inglez no Blog Trilhas e Cantos

E pra finalizar, este infográfico muito bacana que encontrei no Site do Ministério do Turismo:


Siga o Vaneza com Z em:


O blog Vaneza com Z não possui parceria/ convênio com as empresas/ serviços citados no texto.

14 comentários :

  1. Dicas muito boas, me fez considerar viajar mais de carro, especialmente para lugares mais distantes!

    ResponderExcluir
  2. Adorei as dicas, Vaneza. No entanto, fiquei horrorizada no início do seu texto, ha ha ha. Como assim, ultrapassar as carretas no posto da PR de Pernambuco mesmo que tenha que entrar na contra mão?? Ha ha ha ha, brincadeira...
    Parabéns pelo post!
    Abraços,
    Carolina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma dose de emoção, mas é tranquilo, a coisa no Posto do Xexéu é desorganizada, mas dá pra ir de boa...
      Abraços!

      Excluir
  3. Muito bom! Adorei suas dicas. São muito úteis em uma viagem tão distante como essa. Obrigada por compartilhar!

    ResponderExcluir
  4. Menina que post completo! parabens! eu sempre quis fazer um road trip desse jeito, pelo litoral! Adorei seu post!

    ResponderExcluir
  5. Quem bom que o asfalto é conservado, e grande parte da rodovia é duplicada. Um dia quero ir para Nordeste de carro, é bom saber que nesse trecho é tranquilo. Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Ai, que delícia!! Nós também amamos viajar de carro. Demos uma parada, mas já saímos daqui do nosso estado, Santa Catarina, para Minas e Bahia, também para Campos do Jordão e Petrópolis e também para o Chile, duas vezes, Argentina, Uruguai... ai, ai, que saudade! Ainda quero ir também daqui de casa até o nordeste. Adorei o post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eu morasse no Sul, iria até o norte da Argentina.
      A liberdade que o carro proporciona é incomparável.

      Obrigada pela visita e comentário.

      Excluir
  7. Muito bacana, Vaneza. Não dirijo, mas passei o post pra uma amiga que está planejando uma viagem de carro pelo nordeste. =)
    Quando estava a caminho de Arraial D'Ajuda, já na Bahia o ônibus passou por uma estrada cheeeeeia de buracos, tanto que ele tinha que ir desviando e fazendo zig zag na estrada, é mole?
    Acho que no seu roteiro não passa por ela, né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este roteiro é pro Norte do Brasil ( de Salvador para Recife).
      O que sua amiga passou deve ser as estradas de terra que dão acesso a Itabela, Caraíva e Trancoso ... é um trecho de terra brabo mesmo em tempo de chivas, mas que nós já dirigimos em tempo bom e foi tranquilo.
      Prefiro uma estrada de terra boa a uma asfaltada cheia de buracos.

      Obrigada pelo comentário e pela visita.

      Excluir
  8. Adorei o relato e as dicas! Adoro viajar de carro, mas confesso que me desanimo um pouco de fazer roadtrips no Brasil. Acho que a estrutura das estradas ainda tem que melhorar muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza tem que melhorar, mas o que temos dá pra encarar de boa e resulta em grandes roteiros para destinos maravilhosos principalmente aqui no Nordeste.

      Obrigada pela visita e pelo comentário.

      Excluir
  9. Boas dicas pra quem resolver fazer a viagem de carro, um super guia.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...